quarta-feira, 9 de agosto de 2017

NADA MAIS RESTOU


Grandes momentos eu ainda poderia ter vivido
Mas o destino, como sempre a tudo estragou
Fui ferida, humilhada, perdendo da vida o sentido
E assim, eu afoguei-me no teu mar de desamor

Foram tantas as vezes que fugi das inverdades cruéis
Mas por ti um dia fui enganada tão sordidamente
Que nos meus sonhos eu até esqueci de quais pincéis
Mudaria toda a cor  apagando essa história dignamente 

Mas esqueci justamente as tintas de maior beleza
E o puro branco foi manchado pela crueldade da dor
O azul dos encantos se perdeu pela tua falta de nobreza
Perdi a capacidade de sorrir , descobri que não era amor

Nada mais restou que ainda possa um dia me ajudar
A matar de vez essa tristeza por tudo que você me causou
Pois nem mesmo o espelho me dá forças para encarar
Esse teu deboche que tirou todo o brilho desse meu olhar

Para novos sonhos percebo que já não me resta tempo
E sinto que dessa história nada ficou que  possa me orgulhar
Tudo se foi... Levado por um triste e desconsolado vento
O mesmo vento que cansou de me ver sofrida a chorar





 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios