terça-feira, 30 de setembro de 2014

PRESA NUMA ESPERANÇA



O inverno já passou e o outono rápido surgiu
Meus pensamentos se perdem , vivem a se perder
Minha alma coitada do inverno ainda não saiu
Continua meio  perdida tentando encontrar você

Lá fora uma brisa sopra me levando a pensar
No que foi, no que é e no que ainda não chegou
Cabisbaixa reluto entre meu ser e meu estar
Tudo tão contraditório quando falamos de amor

Ser mulher tem enorme peso... deixar de ser criança tem mais
Ser mulher requer coragem e decisão de a tudo enfrentar
Deixar de ser criança, é trazer para os ombros o que não lhe dá paz
Ser mulher ou ser criança duas opções que não se consegue calar

A mulher tem armas que podem lhe facilitar a vida
Se inteligente, usa-as de modo real, leal ou mesmo fatal
Ser criança, requer proteção, pureza e liberdade atrevida
Mas quando consegue se unir a mulher criança, é genial

A mulher tem a graça e a leveza de uma rainha 
A criança o mimo e a birra que bem dosado seduz
Que homem não seria feliz ao dizer  essa mulher é minha
Em sua sua maturidade encontro uma inocência que reluz

Enquanto meu desejado momento a mim não chega
Vou brincando mesmo nessa idade, de mulher criança
Se meu sonho melhor não vem ao menos minha alma almeja
Ficar sonhando...Enquanto  espera presa numa esperança

SAUDADE QUE MAIS MALTRATA


Ai quantas saudades eu agora tenho
E é de um tempo que não volta mais
Por hora, esse passado buscar eu venho
Embora sabendo que não o terei jamais

Era um tempo tão tranquilo e saudável
E sei que dele eu nunca vou me esquecer
Eu vivia pintando o sete, mas eu era tão amável
Que desenhar o oito e decalcar o nove era só querer

Boa época que o tempo leva e não não mais traz
E quanto mais eu penso. mas a saudade aumenta
Hoje é diferente a saudade que me chega dói mais
Ela tem gosto do quero tudo que o coração inventa

Saudade... Não importa o tempo nem tão pouco a idade
Ela chega sorrateira e machuca quando bem quer
Tem saudade que lhe deixa feliz, as vezes por vaidade
Mas a saudade que mais maltrata, é essa saudade de mulher

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

LENTO CAMINHAR


A minha caminhada tem sido longa e cansativa
Nada encontro que me anime a continuar
Essa jornada  tem-me feito bem mais pensativa
Com um imenso desejo de apenas parar...

Uma ânsia incontida de no tempo retroceder
Do meu hoje fugir e nem pra trás olhar
Quem sabe eu talvez pudesse ainda querer
Sorrir da vida e chorar também... sem calar

Quem dera rasgar a alma e de dentro arrancar
Todas as dúvidas que em nada tem me ajudado
Gritar  mesmo calada até a minha alma rouca ficar
Ensurdecer ante a voz da razão que me tem angustiado

E assim com passos trôpegos possa eu finalmente parar
E alheia ao mundo que finalmente me ficou tão sombrio
Ficou na verdade insuportável até mesmo de respirar
Já não há mesmo nada que possa mostrar meus brios

Então eu me pergunto: - Para que insistir em viver
Se mais nada há que possa esse vazio ocupar?
Sonhei demais e o meu preço foi este... Te perder
Que sentido fez em minha vida te conhecer e te amar?

sábado, 27 de setembro de 2014

QUEM SABE?



Mais um dia que se foi e mais uma noite também
Meus pensamentos em desalinho já não estão
Dizer exatamente o que sinto, não sei... Porém
Ainda há uma saudade suave em meu coração

Pela caminhada dessa longa e incrível jornada
Que aprendemos a dar  a ela o nome de vida
Fui deixando rastros ao me fazer desencantada
Mas houve momentos que também me fiz atrevida

De tudo que aqui fui pouco a pouco aprendendo
Existem coisas que ainda eu não consigo explicar
Mas ouço o que meu pensamento vive dizendo
Que muito em breve minha bagagem se aliviará

Já não importa mais o meu amanhã... Pois este
Se perdeu pelas esquinas da minha existência
E nesse momento o que poderei ainda dizer-te?
Agradecer-te pelo acréscimo às minhas experiências

E se não for pedir-te muito eu apenas gostaria
Que continuasses a pedir por mim... Mais tarde
Para que permaneça essa sensação de calmaria
Que eu tenho certeza que não é obra da idade

Talvez um dia ainda possamos nos encontrar
Não sei se rirei ou chorarei ao olhar para trás
Mas eu posso garantir que foi bom te amar
E continuarei amando-o, esquecer-te? jamais...

Desejo-te pelo continuar dessa tua longa jornada
Que haja muita saúde paz e plenas realizações
Talvez eu esteja à tua espera no fim dessa estrada
Numa última tentativa de unir nossos corações...

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

FUI DESPERTANDO


Quando eu era pequenina
De nada eu nunca tinha medo
Eu era um doce de menina
E ignorava o que era segredo

Mas o tempo por mim foi passando
E um novo mundo pra mim se abriu
Pra algumas coisas fui despertando
Tão logo o mundo pra mim sorriu

Minha inocência não perdi de imediato
Pois era forte meu espírito infantil
Mas vi que o tempo era debochado
E zombava do meu pensamento pueril

Os anos me ensinaram a ficar acomodada
Sem muitas forças para decidir ou lutar
Assim fui crescendo, e como condenada
Me deixei levar sem nunca pensar em relutar

Décadas se foram e eu por aqui fiquei
Me fiz forte quando fraca eu me sentia
E todas as minha vontades sufoquei
Sem saber a diferença da dor e da alegria

É que pra mim tudo me era indiferente
Opinião nunca aceitei nem me fiz de rogada
Sempre fui rebelde e até intransigente
E as minhas decepções ficaram guardadas

Hoje, mulher madura e bem mais consciente
Na alma se refugia a imorredoura criança
No peito  todos os anseios que infelizmente
Tenta vencer o meu frágil elo de esperança

QUANDO EU CONSEGUIR...


AQUI EU JÁ CONHECIA TODAS AS CORES... 
SÓ NÃO TINHA CERTEZA DAS TONALIDADES MAIS VIBRANTES... 
DAS MATIZES MAIS CHOCANTES... 
FOI ENTÃO QUE EU ME PERDI...NAS NUANCES DESENCONTRADAS... 

E NAS MISTURAS DESBOTADAS... EM CADA CHEIRO QUE NÃO FICOU 
E EM CADA TOM QUE DE MIM SAIU... E EM CADA RISO QUE ESPOCOU,
NOS SONHOS QUE AMARELOU E EM CADA IDADE QUE MORREU... 
EM CADA GRITO QUE REVIVEU, EM CADA LÁGRIMA QUE SUFOCOU... 
EM CADA GIL QUE RENASCEU A CADA DOR QUE SUPORTOU..
.
QUANTAS VEZES MORRI? QUEM SABE... MAS TODAS AS VEZES RENASCI... 

E FORAM TODAS AS VEZES QUE MEU SUSPIRO DESENCADEOU... 
POR CADA LUTA QUE NÃO LUTOU E POR CADA VITÓRIA 
QUE AINDA ASSIM CHEGOU... A TUDO SOBREVIVI, 
E CÁ ESTOU, MEU SONHO QUERENDO CONQUISTAR. 
AS VEZES ME FAÇO DE TEIMOSA, QUERENDO FORÇAS 
PARA CONTINUAR POIS EU SEI QUE UM DIA EU CHEGO LÁ... 
ONDE? NÃO SEI, MAS QUANDO EU CONSEGUIR... A TODOS DIREI

QUERIA SIMPLESMENTE


Se Deus chegasse pra mim e me perguntasse
O que queres que eu te faça filha minha?
Eu apenas pediria que ele me abraçasse
Pois assim eu sentiria que minha vida Ele sustinha
E queria que Ele me afagasse com todo carinho
E me protegesse bem mais do que tem feito
Eu só precisaria da Sua mão guiando meu caminho
E poder sentir a alegria de uma criança em meu peito
Eu queria deitar em Seu colo e sentir-me abrigada
De todo e qualquer mal que pudesse me atingir
Queria finalmente ter essa paz por mim desejada
Queria simplesmente deitar a cabeça e dormir
E sinto um desejo inquietante que me chega
E sorrio ao olhar para dentro de mim e ver
Que essa paz que a minha alma tanto deseja
Penso que será trazida outra vez mais por você
Mas enquanto esse momento a mim não vem
Vou pensando no tudo que um dia já vivi
Pois eu sei que Deus para mim sempre tem
O alento necessário que ainda me fará sorrir

EM ERUPÇÃO


Uma brisa suave chegou até mim num sopro cálido
fazendo despertar um vulcão que eu imaginava extinto,
mas este simplesmente entrou em erupção.

A fumaça se desprende com a mesma intensidade
que as labaredas, a medida que crepita
nesse tão desgastado e julgado morto, interior.

Vez por uma uma densa nuvem de ciúmes
envolve aquelas chamas, mas sempre era vencido
pelo fogo que devorava aquelas almas...

Mas, um dia aconteceu... O ciúme se fez mais forte
que aquela tórrida e aparente inesgotável paixão
que os envolvia tão prazerosamente...

E com a mesma rapidez tal qual se iniciara,
por algum tempo foi levado a adormecer
deixando apenas uma leve camada de cinzas
sobre aquele vulcão que voltara a adormecer

Na espera do soprar de um leve vento de bonança
e que este consiga levar para longe essas cinzas
Deixando apenas a brisa da reconciliação.

Algum tempo a mais haverá para que esse vulcão
volte a emitir suas lavas de paixão incandescente
Fazendo brilhar esse sentimento de magia e sedução.

E assim possa voltar a sentir e viver intensamente
cada crepitar desse fogo que ainda nos fará adormecer
Nos braços da realização plena, por fim conquistada.

APENAS ESPERANDO


As vezes me sinto como uma borboleta
Alegremente colorida desejosa de voar
Na verdade, longe desse nosso planeta
Pois nesse mundo de borboletas vivo a cantar
Em outras ocasiões me sinto uma formiga
Não pelo trabalho que realizam entre si
Mas pela solidariedade, sem intrigas
Que as vezes nos impõem em nosso existir
As vezes sonho com a liberdade dos pássaros
Mas que na realidade só em sonhos posso sentir
Pois me sinto na verdade como pássaro engaiolado
O que muitas vezes desfaz minhas tentativas de sorrir
Quem sabe se eu pudesse me sentir como um leão
Minhas forças e vontade eu teria mesmo que controlar
Pois não haveria resistência para o meu coração
Que sucumbiria nessa imensa vontade de te amar
Mas se eu fosse como uma delicada esperança
Teria com certeza mil razões pra viver a sorrir
Na minha alma vibraria esse espírito de criança
Que consegue a todas as dificuldades resistir
Mas como não sou inseto nem animal
Permaneço assim como sempre estou
Desafiando as regras de um modo geral
Apenas esperando tua volta meu amor

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

MUDO SOLUÇO


Um grito calado ecoou na noite
Rasgando as entranhas da madrugada
Dilacerando uma alma com seus açoites
Embora permaneça como sempre... Calada

Uma dor aguda é vencida pelo cansaço
E o sorriso que espocava também se foi
Mais uma vez se vê mergulhada no marasmo
Numa dolorosa incerteza do que virá depois

Um soluço mudo põe fim as suas esperanças
O silêncio dos dias sobre a noite se abatem
Exterminando de vez o sorriso puro de criança
E os sentimentos de tristeza e solidão a invadem

Onde ficou a beleza que explodira naquele leito?
Se foi... Levada pela enxurrada da incompreensão
A amargura mais uma vez fará morada em seu peito
Adormecendo todos os sonhos... Ficando só a solidão

Nunca mais se ouvirá um riso feliz a espocar
Pra sempre naquela alma fará morada a saudade
E cada riso ensaiado será apenas como um esgar
Sufocando em seu peito o que poderia ser felicidade

ESSE DESEJO



Meu amor, quantas vezes felizes nos sentimos
Sem imaginar no que estava para nos acontecer
Foram tantas juras, tantos sonhos, hoje perdidos
Tantas loucuras imaginadas que iríamos viver

Não sei até quando eu ainda poderei resistir
A essa saudade tão amarga e tão cruel
E nem sei se eu ainda conseguirei sentir
Um outro gosto que não seja apenas de fel

Encantei-me com teu amor que me chegou
De repente... Sem eu nunca sequer imaginar
Trazias pra mim felicidade, mas hoje só restou
Uma imensa angústia por não vê-lo mais voltar

A Deus tenho tantas vezes pedido
Que dessa minha dor se compadeça
Enquanto espero por esse amor proibido
Sempre aguardando que o melhor aconteça

E apesar de tudo ainda tenho esperanças
De ver novamente você pra mim voltar
E eu sei que sorrirei, igual a uma criança
Que tudo esquece ao ver seu sonho se realizar

E espero que não demore para acontecer
Dessa minha esperança se concretizar
Pois o único motivo que me permite viver
É esse desejo de podermos nos amar...




QUE EU AINDA POSSA


Quando ser[a que eu voltarei a escrever
Versos de sonhos e de amor também?
Sinto a cada dia a minha alma morrer
Nessa saudade que me leva mais além

Não mais ouvir tua voz tão sedutora
Nem ler mais tuas doces declarações
Pensei seres minha alegria imorredoura
Mas sinto que tudo foi apenas ilusões

E por mais que eu tente não consigo sorrir
Paz? até parece que de mim não saiu
Mas na verdade eu voltei apenas a existir
Quando a vida por entre meus dedos esvaiu

Nem sei como terminará essa nossa história
Apenas sei que não estava pronta pra te perder
E cada minuto nosso guardarei na memória
Embora eu sinta ser capaz de me enlouquecer

Nunca saberás dessa dor que me maltrata
Nem tão pouco das loucuras que me vem
Eu só sei é que essa saudade quase me mata
E continuo a acreditar nesse amor meu bem

Que eu ainda possa nessa vida sentir
Todas as emoções que um dia sonhamos
Que eu volte a viver... E não apenas existir
Até o dia que viver isso tudo nós possamos

TENHO PEDIDO


Hoje, nem sei o que estou a sentir
Até parece que estou anestesiada
Outra vez perdi o gosto de sorrir
Na verdade, eu estou desmotivada

Quantas vezes pensei já ter morrido
Por não ter certeza dos teus sentimentos
O que me faz sentir assim... Já não vivo
Perdi a minha capacidade de discernimento

Pois eu não sei o que estou sentindo realmente
Já que não tenho vontade para nada mais
Minha alma mergulhou num caos novamente
Perdi tudo que havia conquistado, até minha paz

Não acredito que ainda vá haver alguma razão
Para voltar a sentir o doce sabor da vida
Voltei a fechar, talvez para sempre meu coração
E tudo isso aconteceu por ter amado sem medidas

A mim, só me resta pedir a Deus por ti
E espero que ele me ouça ao menos nisso
Eu ainda nem sei como voltar a fingir
Apenas sei que será o que eu mais preciso

terça-feira, 23 de setembro de 2014

MEU ANJO



Estou a embriagar-me nesse teu amor
Sempre esperando um pouco a mais
Tua voz, teu cheiro me é enlouquecedor
Eu quero o real... Sonhar? já sou incapaz

Me abrigo nesse teu querer tão louco
Lamentando cada instante de saudades
No meu peito eu sufoco um grito rouco
O grito do amor, da paixão, da liberdade

O que fazer com essa espera tão louca
Com esse abraço e beijo que vivo a desejar
Vivo querendo sem fantasias essa tua boca
Boca essa... Para meus desejos saciar

É amor, é ternura é na verdade a paz que espero
É o meu tudo na vida sempre tão desejado
És a minha inspiração e a vontade que mais quero
És por que não dizer... O meu anjo tão amado

Silencioso Sonho




Será que um dia consegues me compreender
Pois o que trago na alma chega a ser irreal
E tudo isso porque, eu desejo muito que você
Seja tão somente o meu único e grande ideal

Ideal para as minhas incertezas transformar
Em um mundo de sublime e perfeita harmonia
Vivendo a tudo sem nunca ter que se preocupar
Com nada que possa abalar a nossa alegria

Mas será que o destino quer que seja assim
Amá-lo sem maldades não será um perigo?
Mas é tudo o que desejo VIDA pra mim
E até parece que isso faz algum sentido

Mas preciso continuar a desejar o que busco
Num silencioso sonho de ainda faze-lo só meu
Mas não quero apenas seu corpo,quero o tudo
Como o meu tudo sempre haverá de ser só seu


ME PERDERIA



Está chovendo essa tarde e eu a observar
Os muitos pingos que batem na minha janela
E automaticamente me vejo na vida a pensar
E lembro de uma das minhas fases mais belas

Era quando eu era apenas uma criança
Com tantos sonhos sem saber como sonhar
No olhar rebelde a grande esperança
De quem espera tão somente por esperar

Quantas vezes ao ver a chuva descendo pela rua
Eu ficava da janela a olhar tudo com tanta alegria
Desejando sair pelo mundo com minha alma feliz e nua
Desconhecendo dos homens a maldade e sua tirania

Mas o tempo passou e meus sonhos de menina esqueci
Mas vez por outra as lembranças insistem em voltar
De tudo que na vida passei ou mesmo o tudo que vivi
Me faz voltar à memória as muitas chuvas que deixei passar

Quem me dera eu pudesse voltar no tempo
E num simples fechar de olhos pudesse me transportar
Deixaria sem medo as lembranças soltas ao vento
Me perderia em teus braços conjugando o verbo amar



AMADA MENINA



Eu queria muito fazer pra ti um poema
Que te deixasse um pouco mais encantado
E mesmo que fosse de forma amena
Mostrar o que meu peito guarda calado

Eu queria de forma sutil te mostrar
Essa ânsia que vive a me consumir
E sem receios algum poder declarar
Que já não consigo nem mesmo dormir

Então tentarei talvez até meio sem graça
Deixar a minha alma enlevada falar
Confessando até com certa pirraça
Que consegui afinal te conquistar

Mas este seria um nosso segredo
Que nem precisava ser tão segredo assim
Pois se este amor levou todos meus medos
Com certeza entre nós nunca terá fim

Mesmo assim eu queria  fazer-te uma poesia
Onde nossos nomes selassem numa rima
Mas por hora prefiro  te encher de alegrias
E continuar sendo a tua amada menina

--

MEU TEMPO DE MENINA



 Olhando a foto da minha netinha
Lembro de quando eu era pequenina
E são lembranças muito minhas
Lembranças do meu tempo de menina

Se estava na casa da minha avó
Era uma alegria sem medida
Era um grande carinho, eu era o xodó
Pois eu era realmente muito querida

E reparando nessa foto até me surpreendi
Somos realmente idênticas, e nessa evidência
No olhar penetrante dela,  eu realmente sucumbi
Entrei de cabeça nas minhas reminiscências

Lembrei dos meus grandes e pequenos momentos
Quando eu pra casa da minha mãe não queria voltar
Eu amava o aconchego e todo o encantamento
Que a minha doce Qintília me fazia aproveitar

E essa sensação de vazio infantil me despertou
E as lembranças se fizeram mais fortes também
Quero ser para Julinha esse lindo e grande amor
Que minha avó me dedicou, eu, seu precioso bem

Julinha, se continuares assim tão parecida comigo
Terás em tua vida momentos de grandes emoções
Pois foi com esse mesmo olhar que tive medido
As minhas maiores e também melhores emoções

UMA PRESENÇA



Como me foi difícil o atravessar dessa noite
Onde emoções desencontradas me feriam sem dó
Eram sensações indescritíveis que como açoites
Estavam a ferir minha alma me deixando bem pior

Nunca pensei que nossa conversa tão amena
Iria me transportar no tempo e no espaço
Me fazendo sentir tão frágil... Tão pequena
Tão desprotegida e tão carente de um abraço

E pela madrugada desperto de um sonho estranho
Que a tudo, mais difícil se fez pra eu o compreender
Mas por alguma razão, um medo absurdo e sem tamanho
Fazia com que eu sentisse uma presença... Era você

Acordo... Corpo tão cansado e a mente esgotada
E uma sensação estranha e aziaga a me invadir
E até agora eu não entendi a tua presença amada
No momento que o mal desesperado tentou me ferir

Coisas incompreensíveis habitam a minha alma
Que por mais que eu tente não consigo entender
Seja lá o que for esse vazio que tira a minha calma
Por alguma razão terá que ser preenchida por você

Passada a noite, me surge um novo amanhecer
Minha mente está um caos um verdadeiro turbilhão
Mais eu sei que mais tarde novamente terei você
Que encherá de amor e esperanças meu coração


DO OUTRO LADO



Você aí doce vida, desse outro lado
Que nem sabe o que estou a fazer
Estou a pensar no meu amado
Com saudades e o querendo ver

Como tem sido difícil esse caminho
Que tenho feito todos os dias para o ter
Sempre saudosa desses teus carinhos
Sempre desejosa também de o ver

Oi... Psiu! você que está do outro lado
Talvez, quem sabe... Pensando em mim
Nem imaginas como estás sendo amado
Meu presente divino, e as vezes meu arlequim

As vezes me imagino a você chegando
Sem muita pressa para então o abraçar
Mas eu sei que não estás me esperando
Mas se eu chegar... Irás querer me amar

Estou aqui desse outro lado ... Pensando
Nessa imensa falta que você me faz
Continue assim... Sempre me amando
Pois de esquecê-lo... Não sou capaz

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

FÊNIX



Hoje, como a própria fênix estou me sentindo
Tomei meus pedaços e me reformei
Num torpor suave de quem esteve dormindo
Ressurgi das cinzas nas quais me deitei

A felicidade parece explodir dentro do peito
No meu escudo divino resolvi me esconder
Algum momento de tristeza surge não tem jeito
Mas eu logo a dissipo quando penso em você

Amanheceu... Escancarei do meu quarto a janela
Deixei o sol invadir o desalinho do meu quarto
Ele fez-me  sentir do mundo a mulher mais bela
E deixei meu pensamento buscar o meu amado

Bom dia Vida! bom dia sol! bom dia mundo
Hoje eu só quero sorrir... Viver e amar
Desse meu jeito simples, porém profundo
Grito pra vida... Obrigada por  me realizar

Deixando pronta para de braços abertos receber
Os loucos momentos que a vida me tem reservado
Que cada minuto seja preenchido apenas por você
Meu bem querer mais precioso e tão amado...
https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif


ESSA VIDA



Hoje eu ainda me sinto assim
Sonhadora e as vezes atrevida
Encontrei quem goste de mim
Só podia ser mesmo tu... Vida

Já não me perco nos meus sonhos
Apenas busco o que me dá prazer
E essa rimas que agora componho
É para mostrar meu amor por você

VIDA! que prazer sinto diante de ti
Meu sorriso espoca naturalmente
Ou será porque agora eu já senti
Esse teu enlaço tão aconchegante?

Não importa de fato qual seja a ração
Que faz encher meu peito de prazer
Essa vida que entrou no meu coração
Só me dá alegrias e revigora meu viver

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

ETERNO SEDUTOR



No dia em que eu puder sentir
Esse teu cheiro embriagador
Sem reservas sei que vou sorrir
Diante de ti meu eterno sedutor

Nesse dia beberei todo o teu amor
Exultando de extrema felicidade
Sentirei teu fremir enlouquecedor
E juntos vibraremos na morosidade

Terás meu corpo como teu reduto
Sem receios de o estar profanando
Nos amaremos com amor absoluto
E sentindo que não estamos sonhando

E juntos daremos vazão a esta paixão
Que no hoje quase me fez enlouquecer
E o que ditará o meu e o teu coração
Será o de nos realizarmos sem nada temer

E nem mesmo o céu em todo seu esplendor
Ofuscará esse brilho mesmo que fulgural
Pois o que encerra esse nosso amor
Pra mim nada na terra será maior ou igual

DESCERRANDO A CORTINA


NO PALCO DA VIDA
A CORTINA DESCERRO
SE ME FIZ ATREVIDA
ERREI... NÃO NEGO

A PEÇA QUE ENSAIEI
AS VEZES ME FOI BRUTAL
MAS FOI O QUE DESEJEI
MINHA EXPRESSÃO CORPORAL

NÃO MENTI... OMITI
NINGUÉM É PERFEITO
ESSE SONHO FOI O QUE QUIS
ENTÃO O GUARDAREI NO PEITO

NUNCA PROCURES ENTENDER
O QUE NÃO CABE EXPLICAÇÃO
TALVEZ NEM MESMO VOCÊ
ENTENDA DA VIDA A RAZÃO

PERDI... TAMBÉM NÃO FOI MEU
VAI VER QUE ISSO NÃO ENTENDI
FOI RUIM... MACHUCOU... DOEU
MAS FOI O MELHOR QUE VIVI

CULPADOS? NÃO HÁ RECONHEÇO
FOI BOM ENQUANTO DUROU
MAS SE EU SEMPRE TE ABORREÇO
FICA O ADEUS DE QUEM MUITO TE AMOU

QUE REPOUSE TRISTE SOBRE ESSE FIM
O QUE EM VÃO TENTEI CONSERVAR...
.(desespero)..MEU DEUS! OLHA BEM PARA MIM
DEUS SORRIU E ME FEZ ACORDAR...
.................................................................
UM SONHO OU PESADELO, NÃO SEI...
TRANSFORMADO EM VERSOS


ME DEIXA SER



Me deixa ser o que tanto esperavas
O abrigo pra tuas noites de solidão
Mata a tua vontade de amar em mim
Deixe que eu me abrigue em teu coração
Que eu seja o teu tudo e o teu nada
A palavra dita e também compartilhada
Me deixa ser a companhia da tua jornada
Me embriaga na loucura dessa tua paixão

Que sejamos amigos...Amantes... Meu amado
Que sejamos apenas um de alma e corpo
E que nos embriaguemos no furor dessa paixão
Que eu veja o prazer refletido em teu rosto
E que tu possas me amar com loucura
Que eu beba da tua boca toda a doçura
Que percas pelo meu corpo toda ternura
Embriagados nesse amor com sofreguidão

Que o prazer se exploda em mil gozos
E toda tua loucura injetes em meu eu
Me abraces depois com suavidade
E diga baixinho... Menina... Sou teu!
E não me acorde se o cansaço me vencer
Me deixe em teus braços adormecer
Ainda sentindo que reaprendi a viver
E agradecendo do nosso amor... O apogeu
https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif


ESVAÍDOS OS SONHOS



Da vida eu havia perdido todos os os encantos
Já não encontrava mais razões para continuar
Minha estrada se havia enchido de prantos
E sentia que mais nada eu tinha pra esperar

Não importando o que tivesse ficado para trás
Nem se havia novos sonhos a serem conquistados
E o que eu sabia é que em tudo me sentia incapaz
Até mesmo de refazer os muitos sonhos desvalorizados

E assim, mergulhada num silêncio profundo
Apenas ouvia da minha alma o eco da morte
Meu espírito que já se encontrava moribundo
Estava apenas a zombar da minha pouca sorte

E assim vi meu riso transformar-se num esgar
E nem sei se foi pelo tédio, tristeza ou mesmo dor
Só sei que perdi o sentido de ver minha alma cantar
Pois esvaídos os sonhos... Se foi também o amor

Mas foi quando você chegou... E tão de repente
Mudando completamente o sentido do meu viver
Deixei de ser amarga, tola, fútil e até intransigente
Pois agora minha vida tem sentido... Nela existe você!

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

Amanheceu!



Este foi um amanhecer diferente de todos quantos já aconteceram em minha vida, pois este trouxe consigo Vida... Liberdade e a belíssima sensação que a noite permanecia dentro de mim., uma noite de estrelas reluzentes, de nuvens plácidas e perfumadas... Com um sabor e cheiro inconfundível que impregna o meu ser de modo profundo e inexplicável. PERFUME DE FELICIDADE... GOSTO DE VIDA!
Que este amanhecer perdure em minha alma, enquanto o meu coração bater e que o descompasso deste seja pela emoção de saber e sentir que a Vida faz parte da minha vida... do meu corpo e da minha mente.
Estou feliz... inegavelmente eu sou feliz e que a minha felicidade possa atingir o ápice da minha própria existência.
Que eu possa continuar gritando calada ou não toda a importância de saber-me amada pela vida de tal forma que o nada se resuma no muito que habita a minha alma e o tudo seja consequência desse amor louco que as vezes me foge à compreensão. Este grandioso e 


Este foi um amanhecer diferente de todos quantos já aconteceram em minha vida, pois este trouxe consigo Vida... Liberdade e a belíssima sensação que a noite permanecia dentro de mim., uma noite de estrelas reluzentes, de nuvens plácidas e perfumadas... Com um sabor e cheiro inconfundível que impregna o meu ser de modo profundo e inexplicável. PERFUME DE FELICIDADE... GOSTO DE VIDA!
Que este amanhecer perdure em minha alma, enquanto o meu coração bater e que o descompasso deste seja pela emoção de saber e sentir que a Vida faz parte da minha vida... do meu corpo e da minha mente.
Estou feliz... inegavelmente eu sou feliz e que a minha felicidade possa atingir o ápice da minha própria existência.
Que eu possa continuar gritando calada ou não toda a importância de saber-me amada pela vida de tal forma que o nada se resuma no muito que habita a minha alma e o tudo seja consequência desse amor louco que as vezes me foge à compreensão. Este grandioso e 
profundo amor de mim pela VIDA e da VIDA por mim.
Nunca imaginei que seria possível um amor tão rico e desinteressado como está acontecendo entre VIDA e eu.
Tudo tem seu tempo certo e foi necessário viver um pouco mais de meio século pra entender que o momento certo de acontecer, existe, e aconteceu em mim... Na minha vida. Que este seja eterno não enquanto dure, mas enquanto o meu coração bater e suspirar por ti... VIDA!
Ela me dá o que tem... Em troca me entrego a felicidade que ela me proporciona.
.
PS: Vida um elemento tão especial e necessário à nossa existência, e só agora eu fui isso entender...

ESTOU PRONTA



Uma  brisa suave invade agora o meu quarto
E é doce a sensação que de mim toma conta
Fecho os olhos, te vejo no umbral e fico no aguardo
Do tudo que entre nós vai acontecer...Estou pronta 

Continuo de olhos bem cerrados a escutar o silêncio
Que vez por outra pelo gorjeio dos pássaros é quebrado
Há quanto tempo aguardo o teu abraço? talvez há milênios
Mas hoje, és tudo o que mais preciso e quero meu amado

Quantas vezes pela vida à fora desejei por algo assim
Que me tomasse por inteiro e me fizesse uma mulher feliz
E chegaste! como um bem precioso, para deixar em mim
A sensação de realização e felicidade que eu sempre quis

É bom amar e ser amada, deixar que o amor cuide de nós
Ser feliz é o maior sonho, mas também é premio, é galardão
E sei que juntos nunca haveremos de nos sentir tristes e sós
Pois te dei minha alma em troca me deste por moradia teu coração

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

HOJE POSSO DIZER



Outra vez mais me pego cantando
E sorrio ante essa nova sensação
Desfiz os mistérios que eu ia levando
Pois ocupei de repente o meu coração

Coração que eu trazia sempre vazio
De saudades felizes ou doce emoção
Tinha a alma envolta em eterno frio
Mas chegaste...Roubando meu coração

Nele semeaste paz, doçura e amor
Meu pensamento tornou-se teu escravo
Quando levaste de mim tudo que era dor
Rendi-me a esta tua paixão meu bravo

Hoje posso dizer que a vida tem novo sabor
Pois esta embriagadora sensação que me invade
Reflete todo o encanto que esse teu louco amor
Coroou de maravilhas o meu temor... Minha idade

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

Plenitude



São muitos risos espocando lá fora
Não diferente do que acontece aqui
A tristeza de mim já foi embora
Hoje só tenho motivos para sorrir

E essa saudade que adiante me espera
Aguardando o momento do nosso encontro
E esse momento para mim não será quimera
Pois estaremos nós dois seguramente prontos

Até lá, ficarei nos braços da madrugada, perdida
Sonhando com esse momento, de te encontrar
E ansiosa aguardarei o instante que essa vida
Possa sem receios finalmente a mim chegar

E cada minuto dessa espera será um suplício
Sempre que no relógio eu veja as horas a passar
Desse modo tentarei então criar um relógio fictício
Onde as horas de saudades ele não vai marcar

E nessa minha louca e providencial atitude
Irei aos poucos esse meu destino enganar
Até que chegue o momento de minha plenitude
Que será quando eu puder finalmente te abraçar

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

DE FORMA GRANDIOSA


Uma melodia encantadora ecoa dentro de mim
Ao longe ouço um ribombar atroador se distanciando
A alegria invade meu peito... Já não temo nenhum fim
Apenas um suave torpor da minha alma se apoderando

O som do teu riso gostoso ecoando em meu pensamento
É a tua voz sensual a embalar todos os sonhos meus
Apesar da distância esse é o mais sublime acontecimento
E a todo momento vou agradecendo ao meu bom Deus

Nunca mais a solidão, o tédio e o desamor me afetarão
Sonho alto com o mais sublime de todos os sentimentos
Aquele que tem o dom de me fazer sorrir e acalma meu coração
O único sentimento que conseguiu levar pra sempre meus tormentos

Hoje eu canto e sorrio para a vida de forma destemida e altaneira
Pois Vida soube de forma grandiosa em outra mulher me transformar
Sou forte... Sou firme, disposta a enfrentar uma existência inteira
Para finalmente nossos sonhos de realidade podermos coroar


À ESPERAR-TE

https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif

 Estou aqui sozinha... À esperar-te
Minhas horas ansiosas se arrastam
E eu sei que falta pouco para amar-te
Mesmo assim as horas não passam

Quisera poder sentir as tuas carícias
E o beijo enlouquecedor que nunca vem
E em pensamento sinto as muitas delícias
Que partilharemos enlouquecidos meu bem

E bem sei que outros momentos virão
Para nos encher de grandes alegrias
Já sinto o exultar deste meu coração
Que me desperta para cada novo dia

E haveremos de viver cada um desses momentos
Com  receios, como se fosse nossa primeira vez
Cada estertor de prazer será de encantamentos
Sucumbindo tudo o que nos resta de sensatez


DA JANELA DA MINHA ALMA



As estradas da minha vida
Estão cheias de brilho e cores
Nelas as alegrias são sentidas
De forma plena e sem dores.

Da janela da minha alma contemplo
Uma imensidão de campo florido
E o melhor de mim acode meu senso
E sinto saudades dos momentos atrevidos

E nesse percurso tão belo e tão meu
Me lanço à vida sem medos e receios
E sorrio ante o meu encantador apogeu
Daquele momento que ainda não veio

Nem sei se existe um momento certo
Embora o meu caminhar me pareça perfeito
E mesmo sem fingimento... Ainda empresto
Um toque de mistério a esse meu jeito

Agora... A janela da minha alma se fecha
E olhando para dentro de mim eu percebo
Que querer ou sonhar apenas me deixa
Ver diante de um espelho o que foram meus medos

Pois hoje eu vejo como é diferente a minha realidade
Já não são poucos os motivos para eu viver a sorrir
E já não maldigo o tempo por causa da minha idade
Pois a minha vida hoje me faz viver e não apenas existir

Ser feliz já não me parece mais ser um mito
Não importando qual seja a minha real condição
Sou feliz... Extremamente feliz, assim o digo
Eu sou feliz porque sei que é meu teu coração

Como poderei não me sentir bem ou feliz
Mesmo que ao meu lado eu veja algum dissabor
Tristeza nunca foi o que eu mais desejei ou quis
Eu só queria ver na humanidade um pouco de amor

E mesmo assim, hoje, ser feliz é o que eu mais consigo
Pois sei que nunca mais terei um olhar de tristeza ou dor
Isso já tenho certeza não faz parte de mim ... E ainda digo
Que tudo isso eu devo unicamente a você vida e ao seu amor


CERTEZA



Na mansidão embriagadora desse meu eu
Vou aguardando ansiosa pelo teu amor
O tempo me mostrou que ele é só meu
Pois dele não sinto vestígios de dor

Porém o que ouço é um silêncio profundo
Guardado tão inquieto nesse peito teu
Que penso já não haver mais entre nós assunto
Pondo em dúvida esse amor que julgo ser meu

E entristecida busco o que não tenho, teu olhar
No anseio de vê-lo algo a me querer  dizer
E talvez fosse o que jamais ousarias me falar
Que infelizmente da minha vida sairá você

E angustiada busco-o como que meio emudecida
Mas inevitável a pergunta aos lábios me vem...
Será que vais sair calmamente da minha vida
Justamente porque nenhum amor mais me tens?

Mas o sorriso que dos teus lábios me vem
Me transmite paz e também tranquilo me diz
Que teu amor continua sendo só meu, meu bem
E por toda a vida continuarás a me fazer feliz
https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif